terça-feira, 5 de janeiro de 2010

O seu Jardin Zen


Olá, bom dia!

É por aqui que terá inicio o seu treinamento: Construindo o seu Jardin Zen, Um espaço onde reina a paz e a harmonia entre todos os elementos da natureza.

Aqui o ar é limpo, a água é pura e renovadora de sua saúde física e mental.


Ele será construido unicamente com a sua mente, simplesmente decida a aparência dele, estimule sua criatividade e seja você mesmo o arquiteto e decorador deste espaço zen. O zen é um estado meditativo constante. A percepção da nossa natureza individual faz parte da prática zen e idealmente leva ao autoconhecimento, à compreensão da realidade e a uma maior harmonia entre ações, reações e circunstâncias.

Ele será a partir de hoje, o seu universo paralelo, seu campo de exercício de meditação ativa. Será o ambiente sutil onde você irá descansar sua mente, cessar o diálogo interno, e eliminar todo e qualquer padrão desarmônico ou em desalinho com o seu maior interesse neste momento: estar em paz.

Lhe forneci essa imagem apenas como sugestão, mas o seu trabalho agora, é decidir os como será esse espaço e quais elementos irão compor a essa paisagem. Alguns elementos certamente serão necessários que mentalize, uma fonte natural com água corrente, árvores frutíferas ou não, plantas e flores que irão compor seu jardim e que cuidará delas diariamente, escolhas as espécies que mais lhe agradar. Precisará também de uma plano elevado feito em madeira, ele servirá para as prática meditativas e para iniciarmos o aprendizado dos exercícios físicos baseados nas técnicas orientais de respiração e realinhamento do seu chi, que nada mais é que a energia vital presente em todos os seres vivos. É uma energia que circula livremente alimentando os ambientes e os seres deste fluxo de energia vital. Com exercícios simples mas que devem ser praticados todos os dias, faremos a reconexão de nossos corpos físicos, emocionais e astrais à fonte de sua verdadeira origem, a natureza.

Ela te ouvirá, vai lhe mostrar tudo o que precisa saber e certamente lhe reconhecerá novamente. Lembre-se, despertar é antes de mais nada perceber sua conexão íntima com todas as coisas do céu e da terra. Portanto, será mais que natural que pássaros e outros animais pequenos venham lhe visitar, aprenda a interagir com tudo isso, com o ar, com a água, com a terra, com o sol. Siga sua intuição, resgate sua memória universal. O manual para sua revolução pessoal está dentro de você mesmo, mantenha-se sereno porém atento, pois, a partir do momento em que você decide compreender a verdade, tudo, absolutamente tudo a sua volta perceberá a sua vontade, e as forças todas do universo irão cooperar na sua caminhada, leve fé!

Por hoje é é o que temos, seja bem vindo amigo(a), me faz feliz tua presença.

Permaneça neste ambiente sugerido por mim nesta fotografia por alguns minutos. Comece a desenhar mentalmente como será o seu próprio jardin zen. E totalmente permitido e até mesmo recomendável o uso de tecnologia aqui, se você possui algum aparelho que toque mp3, deixe um comentário com seu e-mail, e vou lhe enviar sons gravados diretamente da natureza que certamente irão lhe inspirar neste momento criativo.

A todos um grande abraço e até o próximo encontro.

Namastê!

4 comentários:

Os Florais Diamantinos, Chapada Diamantina Ba. disse...

Salve mano, desde ja parabenizo pelo blog que esta muito legal e positivo.
Desejo que atraves dele, vc possa atingir seus objetivos, que com certeza são objetivos positivos e felizes.
Forte abraço em ti e esteja sempre na presença amorosa de Deus.
Luciano Almeida

Laura Bernardes disse...

Oi, Tsuru. Que palavras lindas! Vou lhe transmitir um poeminha inédito que fiz neste ano maravilhoso de 2010:
.
"Desfrutar sutilmente de sua pele sem tirar-lhe um pedaço sequer. Apenas lendo seus olhares que me apreciam a presença e participando de sua vida como uma irmã afetuosa. Se o desejo mortal de mergulhar deve ser contido, permito-me flutuar na sua superfície usando apenas minha imaginação. Encontrei então um caminho para seguir, não tão intenso e fulgáz quanto a emoção de perder o chão ao cair do abismo, mas tão bom e duradouro quanto um banho de cachoeira imaginário a dois."
.
Beijos, meu lindo!

Andreza Arruda de Athayde disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
SOU EU...SIMPLESMENTE ASSIM!!! disse...

"Meu Jardin Zen"
Eu me sinto flutuar em um circulo enorme cheios de cores e ouço um derramar de águas,
que me pareci lípida e doce como mel
desejo-a e assim flutuo e desejo-me
e encontro-me...
É muitoooooooooooooo gostosooooooooo!!!